sábado, 29 de dezembro de 2012

FIM DE ANO


A cada ano, um ano a menos. 
Não é medo, nem agonia.
É simplesmente triste.
Uma pena.
A fé foi gerada para a conformação da fugacidade. 
Uma esperança sobrenatural é mais um meio de sobrevivência do que certeza.
Enquanto vivo não sei como comprovar a Existência, e,
bem antes dessa comprovação ou não comprovação.............
EU QUERO MAIS É SER FELIZ!!!!!  
Já estou no lucro só por estar aqui, vendo e assistindo um filme real a menos de 16 quadros de velocidade. 
Tudo é muito rápido.   
Não se aprende, nem se apreende a maior parte de tudo. Ou melhor, não se aprende nem apreende quase nada.
MAS, AINDA BEM QUE ESTOU NO BRASIL. 
Não sei bem a razão de ser feliz por ter nascido aqui, mas acredito que nós, brasileiros,(alguns, poucos, ou será apenas eu?) não levamos a vida tão a sério. De qualquer maneira se fosse possível, nasceria aqui novamente. 
Todo mundo que amo ou detesto esta aqui, tem alguns lá fora, mas eu quero os daqui. Os que amo e os que detesto. 
Logo mais, tenho festa. Vou ou não vou? 
Acordar, olhar, ver o show real enquanto a maioria assiste o outro show não é bem uma coisa ruim, mas é chato. 
Orwell é aqui e agora. Muito maior do que se vê.

Como diria Belchior "... tudo muda e com toda razão... mas trago, de cabeça uma canção do rádio 
em que um antigo compositor baiano 
me dizia 
tudo é divino 
tudo é maravilhoso"

É, estou sem criatividade, 
Estou apenas vendo o tempo parado enquanto a multidão corre apressada. 
Detalhe: Não uso drogas, nem bebo, nem fumo. Acho que sou esquisita mesmo.