quinta-feira, 19 de março de 2015

Dom Quixote e Zaratustra

Não sou romântica, consequentemente não sou sentimental ou por não ser sentimental, não sou romântica.
Meu signo é Touro, mas não acredito em signos.
A Realidade mais clara e cruel, bem ao estilo Nietzsche, me satisfaz quase como uma refeição pesada, mas saborosa.
Meus olhos pequenos se apertam mais ainda quando vejo sonhadores errantes. - Dom Quixote é o único sonhador que me toca - um pouco -  a alma, pois ele era corajoso, mas temerário. Sonhou o impossível e acreditou mais na Quimera do que em seu oposto. No entanto, Dom Quixote nos diverte com suas buscas ensandecidas por um Rumo, um Motivo.
Ah, mas Zaratustra é mais apaixonante.
Zaratustra é língua de fogo devorando os insensatos.
São dois sonhos febris, o sonho de Quixote e o de Zaratustra. O primeiro me encanta, o segundo me toma pelos cabelos e beija minha boca, me conquista na marra. Eu queria ter sido Lou Salomé. Queria ver de perto o louco mais são que já andou por este planeta.


Detesto minhas filosofices.