segunda-feira, 4 de novembro de 2013

CRIANÇAS NEGRAS, CACHORROS E GATOS PRETOS NÃO SÃO ADOTÁVEIS?

As pessoas se sentem meio santas quando falam no desejo de adoção, seja de seres humanos, de cachorros ou de gatos.
Eu, particularmente, acho uma coisa santa mesmo a ideia de adoção. Há algo de desapego, de amor incondicional, de amor ao próximo, até... bom, até a segunda página: a página da hipocrisia.
Alguém quer algo para si, desse jeitinho e não daquele. Dentro de seus parâmetros de estética, de socialmente bem aceito, de sei lá o quê... Enfim, resumindo:
A hipocrisia se revela no desejo egoístico de se obter apenas filhos loirinhos, de olhos claros e obviamente recém nascidos. 
Quem não amaria um filho assim, não é mesmo? Afinal a sociedade irá aprovar a estética não brasileira do adotado, contudo, a realidade dos que esperam para ser adotados é bem nacional, composta da estética nacional, que pode não ser bela aos olhos dos egoístas desejosos de filhos arianos. 
A realidade é que os abrigos estão lotados de meninos e meninas de várias idades e de cores variadas, apenas unificados pelo flagelo do abandono e maus tratos. Crianças que não têm culpa de terem nascido com olhos escuros e crescerem rejeitados pelos "santos" desejosos de salvar a humanidade quando esperam anos numa fila complicada de BEBÊS de estilo europeu, bem longe da nossa realidade tupiniquim.
Quero ver o amor em adotar uma criança que dorme num leito impessoal, vendo os dias desfilarem cruelmente ao seu lado, olhando pela janela da desesperança e completamente sozinhos nesse mundo de gente boa que deseja adotar gente branca.

E os cachorros? E os gatos?

Claro que prefiro que adotem as crianças que sofrem na triste esperança de um lar, mas como acontece com as pobres crianças rejeitadas pelos "santos de plantão", também acontece com os animais.
É hipocrisia pura!

Todo mundo é o grande defensor de cães e gatos! Então querem adotar os Beagles, de preferência um filhotinho. 
Eu me especializei em doar cães de raça que eram abandonados no portão do Abrigo da Dolores. Doei muitos e muitos com facilidade, até que, cinco cadelas velhas ficaram paradas por meses sem pretendente nenhum e por quê ninguém quis adota - las se eram de raça? PORQUE SÃO VELHAS! Moram comigo. Nunca mais ninguém irá rejeitar essas idosas! Chega! 
Tem gente que tem o descaramento de me dizer que quer adotar um cachorro, pois ama animais, mas que deseja adotar um ShiTsu, filhote e que já saiba usar o jornal. Faço minha cara de Feliciana da novela Amor e Revolução e basta! 
E gatos? Os pretos dificilmente são adotados, exceção de quando alguma sexta-feira 13 se aproxima, mas os protetores já sabem dessa artimanha maligna e poupam os negros gatos da má sorte e não os disponibilizam para adoção nessas datas nefastas.

MINHA ALEGRIA SE TRADUZ NOS BRAÇOS DE VERDADEIROS PAIS ADOTIVOS QUE ESCOLHEM PELO CORAÇÃO E NÃO PELA ESTÉTICA. A ESSES PAIS HERÓIS MEU RESPEITO E ADMIRAÇÃO.

Nem gato nem cachorro preto é adotável.
Nem criança negra é adotável.

QUE AMOR É ESSE QUE ESCOLHE COR?

REFLITAM AO OLHAR ESTA IMAGEM.